terça-feira, 12 de maio de 2015

UCAPROF REPRESENTA CABREÚVA EM MOGI DAS CRUZES

O evento abordou a tutela penal e o abandono de animais.

Foto: OAB Mogi das Cruzes (SP).

No dia 07 de maio (quinta-feira), na Casa do Advogado de Mogi das Cruzes, dirigentes da União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) representaram o município de Cabreúva no evento sobre as questões jurídicas da proteção, defesa e abandono animal.

O Dr. Dario Reisinger Ferreira, Advogado Criminalista e Professor Universitário de Direito Penal, falou sobre a “Tutela Penal Do Bem Jurídico Ambiental: Fauna”, apresentando as principais leis de proteção animal, com apontamentos sobre acertos e erros na abrangência da prática dos operadores do Direito no universo jurídico da proteção e defesa dos animais.

A Dra. Juliana Bueno De Novais Moretti, Médica Veterinária; Mestre em Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública pela UNESP – FMVA, discorreu sobre “Abandono Animal e suas Consequências”, expondo as causas e efeitos da atitude criminosa do abandono de animais, desde a posse irresponsável, maus-tratos e indiferença, até a omissão, desamparo e descarte.

As palestras foram promovidas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), 17ª Subseção, Mogi das Cruzes (SP), presidida pelo Dr. Marcelo Eduardo Inocêncio, com a coordenação da Comissão de Proteção e Defesa do Animal da OAB de Mogi das Cruzes e apoio do Departamento de Cultura e Eventos da OAB SP, diretor Dr. Umberto Luiz Borges D’Urso. 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

VISITAS RECEBIDAS NA UCAPROF


A presidenta da União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF), professora e radialista Ana Teresa Merbach, recebeu no sábado (02/05) a visita do casal Ana e Wagner Morisco, trazendo vários presentes para nossos amicães e amicats: ração, casinha, roupinhas, coleiras, comedouros etc. Foi uma manhã bastante agradável e feliz. 

domingo, 3 de maio de 2015

UCAPROF representa Cabreúva em evento da OAB de São Bernardo do Campo

       
                                                          Os temas apresentados giraram em torno das questões sobre os acumuladores de animais. 



Na quinta-feira (30/04), membros da União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) representaram o município de Cabreúva na palestra “Reavaliando posturas e buscando soluções no resgate e cuidado com os animais vítimas de maus tratos”, promovida pela Ordem dos Advogados do Brasil de São Bernardo do Campo, SP (OAB-SBC - 39ª Subseção), presidida pelo Dr. Luis Ricardo Vasques Davanzo.

O evento contou com a coordenação da Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da OAB - São Bernardo do Campo, presidida pela Dra. Antília da Monteira Reis, e com o apoio do Departamento de Cultura e Eventos da OAB SP, Diretor: Dr. Umberto Luiz Borges D’Urso.

Os temas apresentados giraram em torno das questões sobre os acumuladores de animais, ou seja, quando o acolhimento se transforma num amontoado de animais; quanto a proteção migra para uma acumulação sem controle, sem critério; quando o amor pela causa animal extrapola a consciência inteligente e racional e gera graves transtornos psíquicos.  

A primeira expositora, Maria Cecília Bentini, idealizadora do Projeto Ajudanimal, falou sobre as causas e as consequências dos graves problemas que passou quando atingiu a quantidade de 305 animais no abrigo que mantinha em Ribeirão Pires (SP), e de como está conseguindo reverter essa situação, desde que assinou um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) junto ao Ministério Público e com a Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB SBC.

A segunda expositora, Maria Eunice Manzam de Andrade, Bacharel em Psicologia pela UMESP, Pós-Graduada em Psicologia Organizacional e Recursos Humanos pela UMESP, explanou sobre os conceitos, causas e efeitos dos transtornos psíquicos que podem se manifestar nas pessoas que perdem o controle emocional e passam a amontoar animais em suas casas, chácaras, abrigos etc., numa espécie de necessidade interior, desesperadora e incontrolável, que pode levar ao isolamento social, doenças físicas, fobias, síndrome do pânico,depressão e até ao suicídio.

O fato é que as pessoas que recolhem e cuidam dos animais doentes, feridos, abandonados proporcionam alívio de consciência e culpa nas pessoas que os abandonam, nas pessoas indiferentes e omissas diante de um ser em sofrimento. A maioria procura as ONGs para descartar animais, para criticar, caluniar, difamar na tentativa de destruir um trabalho de amor e solidariedade universais.

São raros os seres humanos que estendem as mãos oferecendo ajuda às ONGs, aos abrigos e aos protetores independentes. Quando o homem compreender a magnanimidade e a manifestação de Deus em tudo que vive e passar a respeitar e auxiliar todos os seres vivos, certamente a violência, as guerras, as desigualdades sociais, a fome, a miséria se extinguirão do nosso planeta. 

O Dr. Davanzo, presidente da OAB SBC, com sua esposa e Ana Teresa Merbach , ao centro.



Dra. Antília da Monteira Reis e Ana Teresa Merbach.

Maria Cecília, Ana Teresa e a Dra. Eunice Manzam



UCAPROF SOCORRE CANINO COM MIÍASE




Na quinta-feira (30/04), a União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu um cachorro com miíase (bicheira) no abdômen, cotovelo e boca, que se encontrava no bairro Nova Cabreúva (Cabreúva, SP). O animal também apresentava amputação cicatrizada de parte de uma das patas dianteiras.

A UCAPROF encaminhou o cão para o Dr. Adriano Camargo De Felice, da clínica veterinária RuralVet. O transporte foi realizado pela Defesa Civil. A pedido da ONG, a Guarda Municipal lavrou um registro da ocorrência.


O canino continua internado e seu estado é grave. 

sábado, 2 de maio de 2015

UCAPROF SOCORRE BEBÊ ABANDONADO

Após atendimento, a cachorrinha já demonstrava melhoras.

Na quarta-feira (29/04), a União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu um bebê canino abandonado no bairro Pinhal (Cabreúva, SP), encontrado pelo senhor Sidnei, que passava pelo local.

Em estado crítico de saúde, a cachorrinha apresentava desidratação, desnutrição, anemia, verminose, pulgas, carrapatos e bernes.

A UCAPROF, de imediato, a encaminhou para a clínica veterinária RuralVet, aos cuidados do Dr. Adriano Camargo de Felice, onde ela recebeu todos os cuidados e procedimentos médicos necessários para reverter seu grave quadro clínico.

O senhor Sidnei e sua esposa Sonia estão cuidando dela com muito amor (lar temporário), mas não sabem se vão poder adotá-la, pois eles já têm outros animais (cães e gatos).


A cachorrinha continua em tratamento. Seu estado inspira muitos cuidados e ainda há risco de morte.